Blind Zero com álbum novo na Casa da Música: «É dos poucos discos que sinto que vai ficar»

Blind Zero - Often Trees - Frederico Martins

Há 23 anos que os Blind Zero andam a pisar palcos e a deixar a sua pegada rock no mundo da música. “Often Trees” é o mais recente fruto colhido da árvore em que estão enraizados e traz de volta uma banda inspirada pela dureza dos dias que consegue transformar em sensações densas, que vagueiam entre a luz e o negro que, inicialmente, lhes serviu de cartão de visita. Editado pela Red Lemon Music, “Often Trees”, ou o retrato de uma “floresta iluminada à noite”, sucede a “Kill Drama II”, lançado em 2015, e pelo meio ainda houve um esboço de disco que não chegou a sair.

O disco, o oitavo da carreira dos Blind Zero, foi masterizado em Nova Iorque por Andy VanDette, que trabalhou com David Bowie, The Dear Hunter, Beastie Boys, Tim Burton e Danny Elfman.

O álbum, lançado no início do mês, estreia hoje ao vivo na Casa da Música, no Porto, às 23h00. Vão ouvir-se dez temas que nascem, crescem e se desenvolvem como se de um filme se tratasse. Daqueles que acontecem no meio da floresta. Assustam, arrepiam e, por fim, fazem sentido. Com este ponto de partida, Miguel Guedes, o vocalista, recomenda o consumo do álbum em toma única, ou seja, para ouvir de ponta a ponta, sem interrupções. O concerto de hoje também vai ser assim, tem cenário à altura, e será irrepetível. As entradas para o espetáculo custam 15 euros.

Miguel Guedes, Nuxo Espinheira, Pedro Guedes, Vasco Espinheira e Bruno Macedo reiventaram-se em 2017 e, contudo, estão mais fiéis à sua identidade musical de origem que nunca. Com o Porto têm uma “relação umbilical”, daí ser a escolha óbvia para este momento tão especial.

“Often Trees” revela, uma vez mais, a capacidade da banda do Porto evoluir sem perder a identidade. São dez temas que exploram novas possibilidades e repõem a genética do grupo para os dados de origem.

‘You Have Won’, disponível abaixo da conversa, é o single de apresentação do álbum que surge digitalmente, claro, mas também em CD, vinil e… cassete – curiosamente o suporte da primeira demo gravada pelos BZ.

Miguel Guedes e Daniela Azevedo horas antes do concerto de tributo a Leonard Cohen
Miguel Guedes e Daniela Azevedo horas antes do concerto de tributo a Leonard Cohen

No dia em que Miguel Guedes veio à capital para subir ao palco do Centro Cultural Olga Cadaval, para um concerto de tributo a Leonard Cohen que também acompanhei, houve pequeno-almoço simpático e pontuado por gargalhadas onde se fala de música, evidentemente, e da nova fase dos Blind Zero.

 

 

Eis o single de apresentação de “Often Trees”, ‘You Have Won’.

 

Daniela Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *