Os Cock Robin recusam-se a entrar no baú das lembranças longínquas

Cock Robin no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 10 de março de 2017, fotografados por Hugo Dias

Tal como acontece com aquela t-shirt meio foleira e desbotada que nunca tivemos coragem para deitar fora, também a música dos anos 80 volta e meia aparece-nos pela frente despertando aquele sorriso tonto que já nem sabemos bem porque se desenha mas a verdade é que não se disfarça.

A década trouxe alguns hinos que ficaram cravados para sempre na história da música e, alguns deles, são da responsabilidade do grupo que subiu ao palco do Coliseu dos Recreios, em Lisboa, na noite de quinta-feira, dia 9 de março: os Cock Robin que, um dia depois, repetem o espetáculo no Porto.

A banda (ou dupla) norte-americana, que já conta com 35 anos de carreira, sofreu um ligeiro revés quando, há cerca de dois anos, a sua co-fundadora da banda, decidiu deixar de tocar. A voz feminina e teclista de cabelos cor de laranja que agora sobe ao palco é a jovem francesa Coralie Vuillemin.

A longevidade dos Cock Robin pode ter várias explicações mas fugir ao passado não é uma delas. A nova dupla, aqui acompanhada por um baterista, começou a obter fortes aplausos logo à segunda canção da noite: ‘When Your Heart Is Weak’, do álbum com o mesmo nome, de 1985.

Outras que se recusam a entrar num baú escuro e a cheirar a mofo são as músicas ‘I Thought You Were On My Side’ e ‘Remember The Promise You Made’ que aqui, ainda por cima, ganharam uma espécie de novas versões, mais difíceis de acompanhar, mas igualmente saborosas aos ouvidos…

Cock Robin no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 10 de março de 2017, fotografados por Hugo Dias
Cock Robin no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, a 10 de março de 2017, fotografados por Hugo Dias

Mais em: Musicfest – O cartaz dos festivais de música

Daniela Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *