Daniel Pereira Cristo: «Há muito a fazer pela nossa música identitária»

Daniel Pereira Cristo no concerto de atribuição do Prémio Carlos Paredes 2018 por Miguel Mestre

O músico e compositor de Braga, Daniel Pereira Cristo, apresentou a 23 de fevereiro, no Ateneu Artístico Vilafranquense, o seu mais recente trabalho intitulado “Cavaquinho Cantado”, que lhe valeu a atribuição do Prémio Carlos Paredes 2018.

Desde muito cedo que os instrumentos tradicionais, nomeadamente os cordofones, fazem parte da vida e da cultura musical do bracarense.

«Eu cresci no meio dos instrumentos musicais. A minha irmã é que pediu um cavaquinho mas fui eu que comecei a pegar nele», revelou, nesta simpática conversa, disponível na totalidade mais abaixo.

O seu percurso a solo, começa com um desafio vindo da Galiza e com o convite de Júlio Pereira, para fazer um trabalho discográfico, com a chancela da Associação Museu Cavaquinho, que aliasse o canto ao cavaquinho.

Daniela Azevedo

Foto de capa: Miguel Mestre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.