Salvador Sobral: «Talvez tenha sido cubano ou venezuelano noutras vidas»

Salvador Sobral ao vivo em Sesimbra fotografado por Anabela Carreira

Salvador Sobral começa amanhã a digressão nacional que preparou para o ano de 2017. O cantor vai atuar em Torres Vedras, a 14 de janeiro, em Évora, a 25 de fevereiro, Sintra, a 4 de março, Olhão, a 17 de março, Seixal, 29 de abril, e também já sabe que, em outubro, a digressão fecha no Teatro da Trindade, em Lisboa.

Quem já o viu ao vivo, garante que os espetáculos são cheios de magnetismo e interação com o público. Tanto assim é que o cantor e compositor tem recebido boas críticas por parte da imprensa especializada, dos colegas de profissão e dos fãs – o elemento mais importante nesta equação, como me contou no próprio dia em que recebeu a boa notícia de fechar a digressão no Teatro da Trindade.

Daniela Azevedo e Salvador Sobral antes do arranque da digressão em Torres Vedras
Daniela Azevedo e Salvador Sobral antes do arranque da digressão em Torres Vedras

“Excuse Me”, lançado em Março de 2016, é o disco de estreia de Salvador Sobral, apresentado pelo single com o mesmo nome que está disponível mais abaixo, e representa todo um universo de canções compostas pelo próprio em colaboração com o compositor venezuelano Leonardo Aldrey. O jazz, a música brasileira e as sonoridades da América Latina em que mergulha para se inspirar, são também fortes influências na narrativa do disco. Cantar em espanhol é uma fonte de alegria tão grande para o cantor, que não afasta a hipótese de vir a fazer um disco todo nesse idioma.

O álbum também é composto por novas versões de clássicos como ‘Autumn in New York’ ou ‘Nem Eu’, de Dorival Caymmi, apresentado como segundo single do disco. Com o Salvador, trabalhou uma equipa de amigos, em que cada um trouxe um pouco da sua personalidade para a música que faz.

 

Salvador Sobral passou algum tempo nos Estados Unidos e em Barcelona, onde desenvolveu vários projetos musicais. “Excuse Me” é o registo que resultou dessas viagens.

Daniela Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.