Jorge Palma sobre os 25 anos de “Só”: «A diferença é que agora vai haver público»

Jorge Palma apresenta SÓ ao vivo

Jorge Palma está a celebrar os 25 anos sobre o lançamento do álbum “Só”, que reunia, em 1991, alguns dos seus maiores êxitos.

A data é assinalada com seis espetáculos intimistas apenas com Jorge Palma e um piano em palco. O principal foco das atuações são as canções do álbum, todas anteriores a 1991, mas ainda vamos ouvir algumas novidades e, quem sabe, um momento de música clássica. O álbum foi agora reeditado em vinil.

Os concertos realizam-se a 28 e 29 de novembro no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a 1 e 3 de dezembro na Casa da Música, no Porto, a 6 de dezembro no Convento São Francisco, em Coimbra, e a 10 de dezembro no Teatro das Figuras, em Faro.

“Só” inclui alguns dos temas mais celebrados do músico, como ‘Frágil’, ‘Estrela do Mar’, ‘Bairro do Amor’ ou ‘Deixa-me Rir’, que está disponível no final da curta entrevista que tive oportunidade de lhe fazer, quando nos encontrámos num dos últimos festivais do verão de 2016. À data, lá estava ele, encoberto por uma nuvem de fumo que lhe confere aquele aura de mistério que, por acaso dos destinos que já nos juntaram várias vezes, me desvenda com um sorriso e “aquele” abraço.

Jorge Palma e Daniela Azevedo e os festivais de verão a anteciparem os concertos de Só
Jorge Palma e Daniela Azevedo e os festivais de verão a anteciparem os concertos de Só

Tanto havia para perguntar, para conversar pela noite fora, para descobrir sobre estes concertos. Por agora, o melhor é ir vê-lo na segunda ou terça-feira que vem. A dita conversa longa, sempre adiada, há-de acontecer porque para os grandes, a vida corre noutra velocidade.

 

Daniela Azevedo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.