Winter is coming

dicas para poupar energia este inverno
O inverno aproxima-se e com ele as assustadoras faturas de eletricidade e gás. E se pudesses gastar menos sem passar frio? Descobre como poupar energia durante o inverno.

Mais um inverno, com o mesmo dilema. Passar frio ou gastar dinheiro em aquecimento. São milhares os portugueses que, todos os anos, se deparam com esta situação.
A construção característica das habitações portuguesas não as prepara para climas rigorosos. Contudo, com o clima cada vez mais instável, por vezes somos surpreendidos com dias insuportáveis de frio. Uma casa sem isolamento adequado necessita de um grande choque térmico para se aquecer. E a má noticia chega com as contas no fim do mês.
Foi exatamente a pensar nisso que reunimos um conjunto de dicas para te ajudar a poupar a energia este inverno. Estas vão ajudar-te a manter a casa quente sem pôr em causa o orçamento familiar.

  1. Areja a casa
    Se possível areja a casa diariamente, por pelo menos 10 minutos. É importante que o faças para permitir a circulação do ar e a saída de humidade acumulada em casa.
    Contudo, não mantenhas as janelas abertas durante muito tempo, para evitar a perda desnecessária de calor. O período ideal para o fazeres é entre as 11h e as 14h.
  2. Aproveita a luz natural para poupar energia
    Deixa a luz natural entrar, mesmo em dias nublados. É uma ótima forma de economizar na climatização da casa. Para além de tornar o ambiente da casa mais quente, ainda te ajuda a poupar energia e dinheiro, no fim do mês.
  3. Janelas abertas, aquecedores desligados
    Sempre que abrires as janelas, não te esqueças de desligar os aquecedores. Parece óbvio, mas há quem se esqueça de o fazer. Ter o aquecimento ligado enquanto as janelas estão abertas é um desperdício de energia e faz disparar o consumo energético.
    Nos sistemas de aquecimento regulados por sensores térmicos (que mantêm as divisões a temperaturas constantes), verifica-se um esforço maior dos radiadores para manterem quente um quarto que tem a janela aberta do que para manterem à mesma temperatura um quarto que está fechado.
  4. Mantém a temperatura constante
    Uma das melhores formas de poupar no aquecimento é procurar manter a temperatura da casa constante.
    Os sistemas de aquecimento fazem um menor esforço (e menor consumo) ao manter uma casa quente comparativamente com aquecer uma casa que está fria. O ideal será manter os aquecedores ligados ao logo do dia, a uma temperatura baixa, mas suficiente para manter o ambiente.
    Contudo, não adianta teres a sala aquecida e o quarto frio. Para além de poder ocorrer dissipação de calor de uma divisão para outra (com maior consumo) corres o risco de te constipares devido às diferenças térmicas. Procura manter a temperatura constante em todas as divisões da casa.
  5. Diminui a temperatura à noite
    Quando te fores deitar opta por baixar o aquecimento para uma temperatura até um mínimo de 17ºC. Acredita, é suficiente para te garantir conforto enquanto dormes.
    Depois de arejares a casa e fechares as janelas, deves voltar a aumentar a temperatura de forma a garantir que se mantém constante até à hora de dormir.
    Esta dica poderá contribuir para uma redução significativa do consumo energético ao final do mês. É possível poupar energia durante o sono.
  6. Instala um termostato para a climatização da casa
    O sistema de aquecimento central é comum nas casas mais recentes, mas nem sempre vem acompanhado de um dispositivo de controlo automático de temperatura. Os termostatos permitem-te escolher temperaturas para diferentes horas do dia (e alguns até para diferentes dias da semana), ajustando a temperatura de aquecimento de forma automática.
    Este dispositivos são muito úteis para manter a temperatura da casa constante, sem que tenhas de preocupar com o assunto.
  7. Controla a temperatura da água do banho
    Se o esquentador da habitação for elétrico, uma opção é baixar em alguns graus a temperatura máxima da água. A diferença do consumo ao final do mês será pequena, contudo todos os cêntimos contam.
    Se preferes não te arriscar a ficar com água fria no banho, a melhor solução será mesmo instalar um termostato no duche. À semelhança do que referimos acima, estes dispositivos permitem regular automaticamente a temperatura, só que neste caso da água (que deverá estar entre os 30 e os 35º para que te sintas confortável). Um termostato no duche pode ajudar-te a poupar até 6% de energia.
    Uma terceira opção poderá ser a instalação de um termoacumulador de água. Na verdade, os sistemas de acumulação de água quente são mais eficientes que os de produção instantânea.
  8. Isola bem as janelas e as portas
    Até o melhor sistema de aquecimento se torna pouco eficiente quando o isolamento da casa não é adequado. Qualquer especialista na matéria te dirá que o maior desafio das casas não é aquecer, mas conservar o calor que está lá dentro.
    De forma a impedires a saída de energia que aquece a casa, começa por investir em janelas de vidro duplo. As janelas são uma das principais vias de fuga de calor da casa. Se não estás financeiramente preparado para um passo tão grande, opta então por isolá-las.
    Compra tiras de borracha ou fitas de espuma próprias para o isolamento de janelas. Quando posicionadas nos encaixes, impedem a entrada de vento e proporcionam um ambiente mais acolhedor. Nas portas poderás colocar um chouriço tapa-portas. São alternativas mais em conta e que contribuem, igualmente, para poupar energia ao fim do mês.
  9. Agasalha a tua casa
    Sabias que uma casa aconchegante pode reduzir a necessidade de aquecedores elétricos? Faz uso dos teus tapetes, almofadas, mantas e cortinados para decorar as divisões. Se estás a pensar pintar as paredes opta por tons mais quentes. Para além de tornar a divisão mais acolhedora, estes tendem a acumular mais o calor.
  10. Escolhe eletrodomésticos eficientes
    Quando comprares um eletrodoméstico para a casa, verifica as etiquetas energéticas e opta pelo que apresenta menor consumo.
    Sabias que a etiqueta energética informa sobre a eficiência dos vários equipamentos? Para a mesma capacidade e características, um aparelho classificado como “A++” é considerado como mais eficiente e económico e o “G” como o menos adequado a estes níveis.
    Podes optar, também, por substituir as lâmpadas incandescentes por lâmpadas economizadoras. Não só dão a mesma luz, como poupam 80% da energia elétrica utilizada (e duram 8 vezes mais!).
    Todas as pequenas ações fazem a diferença. Para além de ajudarem a manter o ambiente da tua casa mais agradável e acolhedor durante o inverno, ainda te ajudam a poupar energia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.