Olavo Bilac sobre o regresso aos discos: «Eu tinha que voltar à pop; à minha praia»

Olavo Bilac

Olavo Bilac está a promover o lançamento do seu novo single, ‘Estou Aqui’.

Com a sua eternamente inigualável voz rouca, o cantor, que se popularizou enquanto vocalista dos Santos & Pecadores, regressa para “contar coisas das nossas vidas” e para mostrar o quanto ainda tem para dar ao mundo da música pop cantada em português.

Aos 51 anos, o vocalista da banda que está a fazer uma pausa, aventura-se a solo pela segunda vez e tem sido muito bem recebido pelo público, como aconteceu em Arruda dos Vinhos, onde aceitou ter uma simpática conversa comigo em antecipação ao ano de 2019.

O vídeo foi filmado no percurso entre a Serra de Sintra até ao Guincho.

A primeira aventura a solo deu-se em 2014, com o álbum “Músicas do Meu Mundo”, um “sonho” antigo ligado à música lusófona, onde misturou estilos como samba, bossa nova, semba ou fado. Concluída essa experiência, o músico sentiu vontade de voltar a apostar num projeto pop, que terá continuidade nos próximos meses mas um novo álbum, pelo menos no seu formato tradicional, ainda não é para já.

O percurso da vida musical de Olavo Bilac começou em 1987 com a formação da banda Santos & Pecadores, onde começou como baixista. A necessidade da banda ter um vocalista levou Olavo Bilac a começar a cantar alguns temas. Devido ao timbre que caracteriza a sua voz, entrou logo para o lugar de vocalista principal.

Em 1993, integrou o projeto Resistência que também obteve grande popularidade.

Ao longo da sua carreira, participou em vários projetos de outros músicos, entre os quais “Portugal a Cantar” com Miguel Ângelo, Miguel Gameiro, Anabela e Rita Guerra. Em 2010, Olavo Bilac foi um dos nomes que participou no projeto “Zeca Sempre”, que homenageia José Afonso, em parceria com os cantores Nuno Guerreiro (Ala dos Namorados), Tozé Santos (Per7ume) e o produtor Vítor Silva.

Daniela Azevedo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.